quinta-feira, 19 de junho de 2008

Sol e Lua, Eu e Tu...


O sol brilha bem lá no alto.
Alimenta quem trabalha esta terra,
Quem a torna fecunda.
O sol, o imperador imortal…


A lua ilumina a noite escura.
Torna presente o gato esfíngico
Que, cuidadosamente, nos telhados
Procura a companhia nocturna.


O sol e a lua amam-se.
Beijam-se constantemente,
Ainda que a grande distância.
A lua é o espelho do sol.


Não são sete sóis nem sete luas.
São um “eu” e um “tu”, metaforicamente
Representados por estes maravilhosos astros.
Eu sou sol, tu és lua.


A realidade faz-nos distantes,
A ilusão, o sonho, junta-nos.
O tempo acaba connosco a cada instante,
Mas não existe espaço para a nossa grandeza.


As nossas vozes cantam em uníssono,
Lágrimas, em sincronia, escapam dos nossos olhos.
Nem divergem os nossos pensamentos…
Pois as palavras que são ditas, essas sim, não chegam.


Quando o sol deixar de brilhar,
A lua deixar de reflectir a sua luz,
O mundo irá terminar também.
Sendo assim, que o seu amor seja eterno….

2 comentários:

Anônimo disse...

SOL E LUA NO ECLIPSE DO AMOR MINHA BOCA BJ ASUA!

SOL disse...

PERFEITO!!!!!!!!!!!!!!!